A sua plataforma de embarque para a Astronáutica, Astrofísica e Astronomia  - Com a qualidade jornalística  Via Fanzine

 

 União Astronômica Internacional - IAU 

 

 

Restrições:

IAU faz duras críticas às medidas de Trump

União Astronômica Internacional (IAU) se diz 'profundamente

preocupada' sobre a proibição de imigração imposta por Trump*.

 

 

Presidente dos EUA Donald Trump assina ordens executivas no Hall of Heroes

no Departamento de Defesa americano em 27/01, em Arlington, Virgínia.

Leia também:

Últimos destaques de Via Fanzine

 

O presidente Trump assinou duas ordens pedindo a "grande reconstrução" das forças armadas da nação e o "controle extremo" dos buscadores de vistos de países atormentados pelo terrorismo.

 

A União Astronômica Internacional (IAU) juntou-se ao coro de vozes que se opõem à ordem executiva do Presidente Donald Trump, que proíbe temporariamente a imigração de sete nações de maioria muçulmana.

 

A IAU "está profundamente preocupada com o impacto da recente ordem executiva dos EUA, e a possíveis reações de outros países sobre a colaboração internacional em astronomia e da mobilidade dos cientistas", afirmaram representantes da organização em um comunicado divulgado nesta segunda-feira, 30/01.

 

A ordem, que o presidente Trump anunciou sexta-feira (27/01), suspende a admissão de todos os refugiados nos Estados Unidos pelos próximos 120 dias, e todos os refugiados da Síria indefinidamente. Também impede a entrada de pessoas do Irã, Iraque, Líbia, Somália, Síria, Sudão e Iêmen para os próximos 90 dias, mesmo se essas pessoas forem residentes legais não permanentes de os EUA.

 

Propaganda

 

A proibição inspirou protestos em todo o mundo e foi repreendida por uma série de legisladores americanos influentes, como os senadores republicanos John McCain e Lindsey Graham, que representam o Arizona e a Carolina do Sul, respectivamente.

 

Representantes da IAU disseram que a objeção da organização é baseada em princípios e preocupações sobre os danos que a proibição poderia infligir à astronomia.

 

"A IAU opõe-se firmemente a qualquer discriminação baseada em fatores como a origem étnica, religião, nacionalidade, língua, de opinião política ou outra e, portanto, espera-se que as autoridades americanas não discriminem com base na religião. A IAU espera que tais ações de um país não promovam uma reação em cadeia em outros países ao redor do mundo, o que prejudicaria gravemente a ciência da astronomia e encorajaria todos a valorizar a cooperação, a tolerância e a paz", afirmaram os representantes da IAU no comunicado.

 

A IAU é uma associação de astrônomos que reúne profissionais de todo o mundo. O grupo é responsável, entre outras coisas, por dar nomes oficiais aos corpos celestes e suas características superficiais.

 

Segundo os representantes da IAU, no momento, 2.841 de seus membros são originários dos Estados Unidos – quantidade maior do que qualquer outra nação. Os representantes da organização afirmam que o grupo tem centenas de membros de países de maioria muçulmana, incluindo 47 das sete nações afetadas pela ordem executiva de Trump.

 

Os cientistas também levantaram preocupações sobre outras decisões que a administração de Trump tomou desde que assumiu o poder em 20/01. Por exemplo, a União Geofísica Americana (AGU), que tem cerca de 60 mil membros de 139 países diferentes, recentemente solicitou às diretrizes que instruam as agências federais a parar ou restringir a disseminação de informações ao público.

 

"Estamos preocupados, pois essas diretivas desrespeitam os princípios de integridade científica sólida, que inclui a transparência, e pode até violar a política de integridade científica da sua agência," afirmou a diretora executiva Christine McEntee em uma carta a Catherine McCabe, administradora em exercício da Agência de Proteção Ambiental.

 

"Talvez, e mais importante ainda, a ciência desempenhe um papel crítico no avanço da segurança nacional, numa economia forte, saúde pública e segurança alimentar, e como tal, os cientistas devem ser autorizados a compartilhar seu trabalho diretamente e abertamente com o público", acrescentou McEntee.

 

* Informações de Mike Wall/Space.com, com tradução ode Pepe Chaves para Via Fanzine.

   30/01/2017

 

- Foto: Getty.

 

- Produção: Pepe Chaves.  

  © Copyright, 2004-2017, Pepe Arte Viva Ltda.  

 

Leia outras matérias:

©Copyright, Pepe Arte Viva Ltda. Brasil.

 

 

 

DORNAS DIGITAL

 

 

Motigo Webstats - Free web site statistics Personal homepage website counter