A sua plataforma de embarque para a Astronáutica, Astrofísica e Astronomia  - Com a qualidade jornalística  Via Fanzine

 

 

 Eclipse

 

Evento no céu:

Lua de sangue super azul em mais de 100 anos*

Nasa diz que o eclipse oferecerá aos cientistas a chance de ver

o que acontece quando a superfície da lua esfria rapidamente. 

 

A chamada "Lua Azul" será combinada com a "Lua Vermelha", durante um eclipse.

Leia também:

A "lua vermelha" de 2014

Nasa registra mais um eclipse em Marte

Robô Opportunity registra eclipse solar extraterrestre

Brasil observou eclipse lunar - Julho/2011

Fotos do eclipse lunar observado no Brasil em 15/06/2011

Eclipses lunares registrados no Brasil

 

Um evento celestial raro grassará os céus durante a próxima semana, quando uma lua azul e um eclipse lunar se combinarem com a Lua em seu ponto mais próximo da Terra, resultando no que é chamado de "lua de sangue super azul".

 

Esse evento acontecerá na quarta-feira, 31/01/2018, e será melhor visível do hemisfério ocidental. A última vez que os três elementos foram combinados ao mesmo tempo foi em 1866.

 

Uma "lua de sangue super azul" é o resultado de uma lua azul - a segunda lua cheia em um mês de calendário - ocorrendo ao mesmo tempo que uma super lua, quando a lua estará no perigeu e cerca de 14 por cento mais brilhante do que o habitual. Mas, a chamada “lua de sangue” surgirá durante um eclipse lunar, quando a Lua receberá a sombra da Terra e assumirá uma tonalidade avermelhada.

  

Segundo a agência espacial, o eclipse oferecerá aos cientistas a chance de ver o que acontece quando a superfície da lua se esfria rapidamente.

 

"Todo o caráter da lua muda quando observamos com uma câmera térmica durante um eclipse", disse Paul Hayne, do Laboratório de Física Atmosférica e Espacial da Universidade de Colorado Boulder.

 

"No escuro, muitas crateras familiares e outras características não podem ser vistas, e as áreas normalmente indescritíveis em torno de algumas crateras começam a "brilhar" porque as rochas ainda estão quentes", afirmou Hayne.

 

O eclipse em si deverá durar cerca de 1h40. Para qualquer pessoa incapaz de assistir o evento pessoalmente, ele será transmitido ao vivo e online pela Nasa. O evento que não será visível na América do Sul poderá ser visto nos EUA, Oriente Médio, Ásia, Rússia, Austrália e Nova Zelândia, entre outros.

 

* Informações de Irish Times, com tradução e edição de Pepe Chaves para Via Fanzine.

 

- Imagem: Nasa/Divulgação.

 

Leia outras matérias na

www.viafanzine.jor.br/astrovia.htm ©Copyright, Pepe Arte Viva Ltda. Brasil.

 

 

 

DORNAS DIGITAL

 

 

Motigo Webstats - Free web site statistics Personal homepage website counter